quarta-feira, 31 de agosto de 2016

[Resenha] Crônicas de Redenção

| |

Título: Crônicas de Redenção
Autor: M. A, Costa
Ano de Publicação: 2016
Editora: Independente

SINOPSE: Crônicas de Redenção reúne contos da saga homônima que respondem e complementam fatos de Redenção - livro um: Legionella tais como: qual foi a última guerra na terra e como conquistamos a paz? Ou, quem são os metrovinos e como fizeram para sobreviver? Ou, ainda, como foi a infância do bio-terrorista Valker Kipsang.

Mas Crônicas pode ser lido de forma independente em relação ao livro que inicia a saga. Se lido antes servirá de introdução a esta, Se lido depois, ajudará a compreender alguns fatos enriquecendo o conhecimento do universo criado por Costa.

Além de entreter, a obra de M. A. Costa leva o leitor a refletir sobre a essência humana e os caminhos que a humanidade insiste em seguir apesar de sua privilegiada capacidade de evolução como espécie e de cada um de nós como indivíduo.


Já fiz a resenha de Redenção - livro um: Legionella aqui no blog, então se você quiser entender melhor esse universo criado pelo autor, clique aqui para ler a resenha!

Só para esclarecer antes, Legionella passa em um universo futurístico (não aquele em que todos são robôs kkk), mas podemos perceber que várias situações que ocorrem no futuro, tem ocorrido atualmente também. 

Como já foi dito na sinopse, Crônicas de Redenção são alguns contos que nos ajudam a entender coisas que ficaram "no ar" no primeiro livro da saga e pode ser lido independente.

Então vamos conhecer um pouco cada conto:

Em Fim da Guerra - parte 1 e Fim da Guerra - parte 2 é narrado por um professor de universidade, quando o mesmo está dando aulas sobre o fim da Guerra Cibernética. Ele ainda mostra aos e alunos e consequentemente para nós, relatos de um menino que sofreu com todas as consequências e desgraças que a Guerra trouxe. O mesmo conheça a transmitir os relatos da Guerra assim que a invasão começa.
A forma como o autor escreveu é tão real que eu senti que estava ali com aquele garoto enquanto ele passava por todos os horrores da Guerra.

Em Valker conhecemos um pouco mais sobre a infância do vilão de Legionella e passamos a entender como ele foi se tornando o que é "hoje" - apesar de isso não justificar os motivos de ele ter começado uma guerra biológica.

Agora temos uma coletânea (se assim posso dizer) de contos sobre os Metrovinos, tais como A Origem, Destino, Sobrevivendo e a Invasão.
Após um terremoto de alta escala em Xangai, os procedimentos para a evacuações dos metrôs no subterrâneo acabam dando errado. E por causa do erro de uma pessoa, milhares de pessoas morreram e outras tantas ficaram presas no subterrâneo do maior metrô do mundo.

Sem a ajuda das pessoas de cima para os resgatarem, os sobreviventes aprendem a viverem ali em meio aos escombros das estações e trilhos do metrô. Por estarem vivendo no subterrâneo, eles sofrem algumas mutações e as próximas gerações já nascem totalmente albinos (por nunca terem contato com a luz do sol), enxergam muito bem no escuro e também são menores, mais fortes e magros.

Em Jay e Bug vemos como uma criança e seu cão consegue encontrar uma passagem para o "mundo de cima" e a reação do garoto ao ver a luz do sol e cores tão vivas pela primeira vez.

Ao final ainda tem um conto em inglês chamado Metronians: The Beginning.

Gostei muito de Crônicas de Redenção, conseguimos ver partes da história antes ocultas em Legionella. Uma pena serem apenas contos, porque você fica querendo saber mais e mais sobre cada um.

Recomendo essa leitura para todos aqueles que já conhecem Legionella, e para você que não conhece, ta esperando o que?! Não perca tempo e venha embarcar no mundo criado por Costa.





16 comentários:

  1. Uma coisa que gosto muito de ver em obras futurísticas são as relações que ela faz com que vivemos atualmente, ADORO isso, porque geralmente é bem piorado e vem aquela sensação de: e se?
    Os contos sobre os Metrovinos me interessaram bastante.
    Beijos!!


    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, esse é o ponto que mais me chamar a atenção nessas obras!
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa! Não conheço a saga ainda, mas adoro distopias, então acho que é uma ótima pedida!
    Já anotei aqui pra me inteirar mais sobre esse universo criado por Costa!
    Um xêro.

    www.umadoseparaomeudia.com

    ResponderExcluir
  3. Não sou fã de distopia, mas essa capa me deixou apaixonada rs

    Beijos, @mamaeliteraria.blog

    ResponderExcluir
  4. Que massa, esse tipo de história me prende, e o melhor, viram filme!

    Lua do Meu Mundo da Lua
    FanPage (se inscreva no blog, te esperamos por lá)

    ResponderExcluir
  5. Primeira vez que ouço sobre essa saga e apesar de tudo sua resenha ter sido muito boa eu não consegui me interessar por ele, mas assim teve uns pontos bem interessantes nesse livro. E tá de parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse tipo de livro sempre chama a atenção mais de um certo público especifico de leitores rs
      Obrigada Jo!

      Excluir
  6. Não conhecia essa saga, mas já estou apaixonada (Essa capa...😍). Eu super Curt distopia e tenho certeza que eu vou gosta desse livro :)
    Beijos, meumundomeusbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É MUITO interessante mesmo! Você vai pra um mundo completamente diferente rs

      Excluir
  7. Nossa, não conhecia nenhum dos dois, agora estou super curiosa! Vai entrar na minha longa lista de resenhas que ja li e quero o livro huhsuahs

    http://detudo-umtodo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha isso SEMPRE acontece comigo, é inevitável!

      Excluir
  8. Amei, como tu conhecestes este autor??
    https://lendodesconhecidoblog.wordpress.com/2016/09/04/resenha-sorteio-a-guerra-dos-mundos-de-h-g-wells/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, eu conheci ele através do facebook hahaha

      Excluir